Alunos da Escola Secundária de Serpa recolhem pneus das margens da ribeira Enxoé

Categoria: Projeto Rios Criado em terça, 04 dezembro 2018, 15:09

banner site rios pneusNo âmbito da campanha «Rios em Movimento» os alunos do Curso Profissional de Técnico de Gestão do Ambiente, da Escola Secundária de Serpa, protagonizaram uma ação de sensibilização ambiental acerca dos impactos ambientais resultantes do deposito de peneus abeira dos ecossistemas ribeirinhos.

«Teve lugar no passado dia 9 de novembro uma sessão de sensibilização ambiental vocacionada para a temática dos impactes ambientais resultantes do despejo de pneus usados nos recursos hídricos e nos ecossistemas associados.

O evento consistiu numa atividade de recolha e posterior encaminhamento para valorização e reciclagem de pneus usados ilegalmente depositados nas margens da ribeira do Enxoé no concelho de Serpa. A atividade foi direcionada aos alunos do terceiro ano do curso profissional de Técnico de Gestão do Ambiente do Agrupamento de Escolas n.º 2 de Serpa - Escola Secundária de Serpa, no âmbito da disciplina de Projetos em Ambiente.

A atividade contou com a parceria da Câmara Municipal de Serpa e da Agência Portuguesa do Ambiente - Administração da Região Hidrográfica do Alentejo. O Serviço de Ambiente e Limpeza Urbana da autarquia fez-se representar pelo Eng.º Hélder Vitória, coadjuvado por três técnicos, que trataram de toda a logística, nomeadamente o transporte dos alunos e assistência na recolha dos pneus, preenchimento das e-GAR e subsequente transporte dos pneus recolhidos para a Resialentejo - Tratamento e Valorização de Resíduos, E.I.M. Paralelamente, foram explanadas as funções/obrigações da edilidade sobre a recolha e gestão de resíduos, assim como os efeitos nocivos que os pneus têm sobre o ambiente em geral, e nos recursos hídrico em particular. Deslocaram-se também ao local os representantes da Agência Portuguesa do Ambiente, nomeadamente a Eng.ª Marília Marques, chefe de divisão da Divisão do Alentejo Litoral e Baixo Alentejo, e o Sr. José Guerreiro, vigilante de Natureza. A sua intervenção centrou-se mais na Diretiva Quadro da Água e nas competências associadas às diferentes entidades com jurisdição sobre os recursos hídricos, passando também pelo tópico da titularidade dos recursos hídricos. A atividade culminou com o esclarecimento de dúvidas e resposta às questões levantadas pelos alunos e professores».

O diretor de curso do Curso Profissional de Técnico de Gestão do Ambiente

 

Carlos Moreira