Projeto Rios dinamiza atividades no Campo de Férias de Miro, Penacova

Categoria: Noticias Criado em segunda, 09 julho 2018, 13:59

BANNER pr MIRO

Nos passados dias 5 e 6 de julho o Projeto Rios esteve presente na Foz do Rio Alva com o intuito de promover a participação de jovens e seniores, numa aproximação intergeracional.

Esta iniciativa envolveu diversas entidades, nomeadamente a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), Projeto Rios; Grupo de Solidariedade Social, Desportivo, Cultural e Recreativo de Miro; Animar – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local e a Câmara Municipal de Penacova.

No evento estiveram presentes 28 crianças/jovens do Campo de Férias e 8 seniores do Grupo de Miro.

Numa abordagem prática, com utilização do kit, houve concurso de fotografia, recolha de histórias e tradições e debate sobre a melhoria do rio, nomeadamente acessibilidades, passadiços, praia fluvial e limpeza.

Durante os dois dias, Carla Veríssimo – Coordenadora Nacional do Projeto Rios esteve presente, dinamizando actividades relacionadas com o Projeto Rios.

 

Deixamos-lhe aqui o testemunho da Coordenadora Nacional do Projeto Rios:

 

«Começou hoje um conjunto de atividades de dois dias que o Projeto Rios dinamiza num Campo de Férias, em Miro.

Junto à foz do rio Alva, crianças e jovens puderam ouvir histórias e cantigas de outros tempos. Havia ínsuas, rodas, moendas, coravam-se as barrelas do linho, enfim… coisas que os jovens hoje não conhecem.

Lavavam a roupa no rio, conservavam o peixe fresco entre folhas de amieiro, regavam durante a noite com água do rio, faziam tudo a pé. Outros tempos!

Festejavam a noite do rio, um convívio que com o passar do tempo junta crianças, jovens e adultos à beira do Alva.

Há até quem tenha sido criado junto ao rio e não saiba nadar, mas sabe que naquele tempo havia muitos amieiros e salgueiros e que é triste agora só haver acácias.

“O rio era muito lindo”, dizem os mais velhos.

As crianças e os jovens, esses, desenharam peixes, árvores, barcas, flores e aves, escreveram frases e histórias, ouviram e sentiram o rio, num minuto de silêncio, observaram escorpiões da água, alfaiates e outros macroinvertebrados de nomes impronunciáveis.

Recolheram lixo das margens e esfalfaram-se por fazer um quadrado com uma corda na mão e uma venda nos olhos!

Foi sem dúvida um dia em pleno e muito divertido, a aproximação gerações, hábitos e costumes.

Amanhã há mais.

De futuro, o Projeto Rios espera deixar a semente do conhecimento e do saber-fazer nestas crianças e jovens, para que este rio continue a ser o que era naquele tempo: Lindo!».

 

Tudo o resto, são cantigas!

 

"Lá vem o barco à vela

Lá vem a sardinha boa

Lá vem o meu amorzinho, assentadinho à proa.

Assentadinho à proa, assentadinho à ré.

Lá vem o meu amorzinho, sem poder molhar o pé" - Cantares do Minho, Fernando de Castro Pires de Lima.

 

Adeus arreais do rio

Adeus pedras de lavar

Adeus sombra dos salgueiros

Onde eu ia namorar.

 

Eu cantar, cantava bem

No tempo da mocidade

Agora quero e não posso

Já não me puxa a idade